Nativos digitais não existem, afirma que novo artigo

Um artigo argumenta que a geração mais jovem não é melhor em tecnologia e multitarefa do que as pessoas mais velhas.

TextersAustin Wierschke (à esquerda) e Kent Augustine competem na rodada final do Sexto Campeonato Nacional de Texting LG Mobile dos EUA em 8 de agosto de 2012 na cidade de Nova York. (Foto de Spencer Platt / Getty Images)

Pessoas nascidas depois de 1984 são consideradas 'nativos digitais' - aqueles para quem a tecnologia digital deve ser uma segunda natureza. É aquela criança que sabe mais sobre computadores do que você. Mas, tomados como um todo, os nativos digitais podem ser um mito, argumenta um papel publicado em Ensino e Formação de Professores. Os alunos que cresceram no mundo digital não são melhores em habilidades de informação simplesmente porque nasceram nessa era. O estudo também apresenta evidências de que esses supostos “nativos digitais” também não são melhores em multitarefa. Na verdade, presumir que o façam pode prejudicar sua educação.



O termo “nativo digital” foi popularizado pelo autor Marc Prensky em um Artigo de 2001. Ele diferenciou os “nativos digitais” como aqueles que são “falantes nativos da linguagem digital dos computadores, videogames e da Internet, e “Imigrantes digitais” - aqueles que não nasceram no mundo digital, mas adotaram a tecnologia. Os nativos deveriamtêm características únicas que os tornam completamente diferentes dos imigrantes digitais.



dividir os eua em 2 países

Autores Paul A. Kirschner da Open University of the Netherlands em Heerlen e na Bélgica Pedro De Bruyckere diga que tal distinção realmente não existe. Eles citam um número crescente de estudos internacionais que mostram como os alunos nascidos após 1984 não têm nenhumconhecimento mais profundo da tecnologia. O conhecimento que eles têm é frequentemente limitado e consiste em ter habilidades básicas de suíte de escritório, e-mail, mensagens de texto, Facebook e navegar na Internet.E a tecnologia que eles usam paraa aprendizagem e a socialização também não são muito expansivas. Eles não reconhecem necessariamente a funcionalidade avançada dos aplicativos que usam e precisam ser significativamente treinados para usar a tecnologia de maneira adequada para o aprendizado e a solução de problemas. Ao usar a tecnologia para aprender, os “nativos” recorrem principalmente ao consumo passivo de informações.

Os autores do artigo também concluem que há poucas provas científicas de que os nativos digitais podem fazer muitas coisas ao mesmo tempo com sucesso de uma forma diferente das gerações anteriores. Por exemplo, ler mensagens de texto durante a aula teria o custo cognitivo de não estar totalmente focado na aula. Da mesma forma, um estudo de 2010 citado pelos pesquisadores descobriu que os usuários de alta intensidade do Facebook não eram capazes de dominar bem o conteúdo e tinham GPAs significativamente mais baixos.



vocabulário em contexto: anãs brancas

Estar confortável com a tecnologia digital não implica em habilidades multitarefa especiais. Na melhor das hipóteses, os supostos 'nativos' podem ser bons em 'Troca de tarefas' - capacidade de alternar rapidamente entre diferentes tarefas. Multitarefa, em geral, é um mito.

Os pesquisadores acham que na política educacional, em particular, é imperativo não presumir que a próxima geração tem mais conhecimento digital apenas por padrão, mudando o currículo de acordo. Os autores citam um relatório 2011 EU Kids Online que encontrou“Os filhos saberem mais do que os pais é um exagero”. Na verdade, supor que as crianças sejam nativas digitais pode tirar o apoio que elas realmentenecessidade de desenvolver as habilidades digitais necessárias. O que os autores defendem é ensinar a importância do foco e eliminar os efeitos negativos da multitarefa.

Idéias Frescas

Categoria

Outro

13-8

Cultura E Religião

Alquimista Cidade

Livros Gov-Civ-Guarda.pt

Gov-Civ-Guarda.pt Ao Vivo

Patrocinado Pela Fundação Charles Koch

Coronavírus

Ciência Surpreendente

Futuro Da Aprendizagem

Engrenagem

Mapas Estranhos

Patrocinadas

Patrocinado Pelo Institute For Humane Studies

Patrocinado Pela Intel The Nantucket Project

Patrocinado Pela Fundação John Templeton

Patrocinado Pela Kenzie Academy

Tecnologia E Inovação

Política E Atualidades

Mente E Cérebro

Notícias / Social

Patrocinado Pela Northwell Health

Parcerias

Sexo E Relacionamentos

Crescimento Pessoal

Podcasts Do Think Again

Patrocinado Por Sofia Gray

Vídeos

Patrocinado Por Sim. Cada Criança.

Recomendado